Investigação

Nesta página reúnem-se os projetos de investigação a que estive associado nos últimos anos, bem como aqueles que coordeno ou em que trabalho neste momento.


PROJETO CARLOS DE OLIVEIRA

O Centro de Literatura Portuguesa, unidade de I&D da FCT à qual pertenço, está estruturado em Grupos de Investigação, sendo um deles o dedicado ao Património Literário (coordenado Por Maria Helena Santana). Este Grupo integra vários projetos, um deles o do Arquivo Digital Carlos de Oliveira, que coordeno. O projeto de arquivo digital só se poderá concretizar mediante financiamento institucional externo. Enquanto isso não sucede, o projeto tem-se dedicado, nos últimos dois anos, ao estudo do espólio de Carlos de Oliveira depositado no Museu do Neo-Realismo, em Vila Franca de Xira. Neste momento, o projeto integra Ana Sabino e Manaíra Athayde, doutorandas do Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura, e os Professores Ricardo Namora e Rui Mateus.

Desse estudo resultou até ao momento a exposição do espólio do escritor, inaugurada a 18 de março no MNR, com o título “Carlos de Oliveira: a parte submersa do iceberg”, além da edição do respetivo catálogo. Um número da revista Colóquio-Letras dedicado a Carlos de Oliveira será editado também este ano. Além disso, e ao longo do ano, terão lugar várias realizações, acompanhando a exposição. No MNR haverá lançamentos de livros, mesas-redondas e atividades do serviço educativo. Em Coimbra, na Casa da Escrita, a de Junho, terá lugar o colóquio “Carlos de Oliveira e a geração do neo-realismo coimbrão”. Em Cantanhede, a de Julho, ocorrerá um colóquio sobre “Gândara e cultura popular em Carlos de Oliveira”. Finalmente, na Casa Pessoa, a 15 de setembro, decorrerá o colóquio “A Ideia do Moderno em Carlos de Oliveira”.


PROJETO VOX MEDIA

No âmbito do Programa de Doutoramento FCT em Materialidades da Literatura a investigação está organizada em três projetos: ReCodex, sobre formas e transformações do livro, coordenado por Manuel Portela; Ex Machina, sobre inscrição e literatura, coordenado por Paulo Silva Pereira; e Vox Media, sobre o som na literatura, coordenado por mim.

O projeto Vox Media organizou o seu 1º colóquio a 27 de novembro de 2015 e um dos seus membros, Tiago Shwabl, é autor de um programa na Rádio Universidade de Coimbra, o Hipoglote, no qual se aborda a questão da voz e do som na literatura e em práticas performáticas de tipo intermédia. O Vox Media, por intermédio de Nuno Neves e Tiago Shwabl, está a efetuar uma série de entrevistas a poetas sonoros, tendo começado pela italiana Alessandra Eramo, convidada do Programa em Materialidades da Literatura para uma performance no Salão Brazil e uma palestra no Programa, em abril de 2016. Seguiram-se Maja S. K. Ratkje e Maja Jantar.

O próximo número da revista MATLIT será dedicado às questões estudadas pelo projeto Vox Media.


PROJETO LDOD

Financiado pela FCT, o projeto ‘Nenhum Problema Tem Solução: Um Arquivo Digital do Livro do Desassossego (PTDC/CLE-LLI/118713/2010), coordenado por Manuel Portela, no âmbito do CLP, visou produzir (de 2010 a 2015) um arquivo digital das quatro edições do LdoD, recorrendo à Text Encoding Initiative. O projeto combinou a produção do arquivo digital com uma reflexão sobre o livro em contexto modernista, tendo a produção ensaística da equipa abordado quer as várias dimensões da codificação e do arquivo digital, quer a análise comparatista de várias versões do livro no modernismo. A diversidade das componentes do projeto ajudam talvez a explicar a sua grande produtividade, seja qual for o sistema académico de aferição. Refira-se que na sua parte digital o projeto contou com o trabalho de conceção e programação de António Rito Silva, professor de Engenharia de Sistemas e Computadores no Instituto Superior Técnico.

A complexidade do arquivo, dada a necessidade de representar fielmente as diferentes opções tomadas pelos editores do Livro do Desassossego, fez com que o projeto não tivesse ainda sido concluído, tanto mais que o prazo inicial se viria a revelar curto para todo o trabalho a realizar. Em todo o caso, o projeto LdoD será tornado público ao longo do ano de 2017, vindo seguramente a tornar-se uma referência mundial no âmbito das Humanidades Digitais, o que tem sido visível nas várias apresentações realizadas até ao momento, na Europa, na América ou na Austrália.


PROJETO «O ENSINO DA LITERATURA NAS UNIVERSIDADES PORTUGUESAS»

Financiado pela FCT, o projeto «O Ensino da Literatura nas Universidades Portuguesas» (PTDC/CLE-LLI/112619/2009), coordenado por Abel Barros Baptista, no âmbito do IELT, visava elaborar uma nova proposta de modelo de ensino universitário da literatura no quadro do processo de Bolonha mas baseado no conhecimento da história da institucionalização dos estudos literários em Portugal. A planificação do projecto previa duas etapas distintas: a) preparação metodológica, investigação teórica, pesquisa histórica e comparada; b) elaboração da nova proposta, que incluía um conjunto de trabalhos preparatórios, em que se destacavam três case studies, experiências recentes de reforma do ensino da literatura em universidades de referência, animadas de princípios e objectivos próximos daqueles que levaram à formulação do nosso projecto: Bolonha (Itália), Unicamp (Brasil) e Harvard (EUA). A este elenco viria a juntar-se, ainda que de modo lateral, a licenciatura em Estudos Gerais entretanto criada na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (2010/2011). O projeto, que vigorou de 2009 a 2013, acabou por ter impacto na Reforma da Oferta Formativa da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, cuja versão final, em vigor desde o ano letivo de 2015-2016, se inspirou nos trabalhos e na proposta do projeto, que se pode resumir na ideia segundo a qual é necessário «manter certo grau de especialização curricular sem, contudo, transformar essa especialização em condição de profissionalização».


PROJETO «A RECEPÇÃO DE FERNANDO PESSOA NOS ANOS 40»

Financiado pela FCT, o projeto «Central de Poesia. A recepção de Fernando Pessoa nos anos 40» (PEst-OE/ELT/UI0077/2011) foi coordenado por Patrícia Soares Martins, no âmbito da linha 1 de investigação do CLEPUL, unidade de I&D da FCT. Foi desenvolvido durante o biénio de 2009 a 2011, tendo-se realizado um colóquio, em dezembro de 2009, e publicado um volume em 2011. O volume, com organização de Patrícia Soares Martins, Fernando Guerreiro e Golgona Anghel, intitulou-se Central de Poesia. A Recepção de Fernando Pessoa nos Anos 40. Lisboa. CLEPUL. 2011.