Poesia XXI: uma coleção sobre a poesia portuguesa de hoje

A Imprensa da Universidade de Coimbra começou a publicar, no final de 2016, a coleção POESIA XXI. A coleção, de que sou coordenador, possui um conselho editorial que integra ainda José Augusto Cardoso Bernardes, atual diretor da Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra, Carlos Mendes de Sousa, da Universidade do Minho, e Pedro Serra, da Universidade de Salamanca.

A coleção, que se inspira no exemplo da coleção «Ciranda da Poesia», editada desde 2010 pela Editora da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, sob a direção de Italo Moriconi, responde ao propósito de fazer conhecer mais de perto os nomes mais significativos da poesia e da crítica portuguesas de hoje, além de contribuir para ensinar a ler poesia pela demonstração prática da análise de poemas. Os livros, em formato de bolso, oscilam entre as 80 e as 120 pp., e dividem-se genericamente em duas partes: 1) uma breve apresentação da obra do poeta; 2) uma breve antologia, acompanhada de comentário a alguns dos poemas. A pertinência cultural da coleção dispensa justificação, não sendo por isso difícil prever que venha a conseguir tornar-se rapidamente uma referência entre todos os que, no país e no estrangeiro, se interessam pela poesia portuguesa e, mais latamente, em português, já que virá preencher uma óbvia lacuna editorial. Prevê-se que, numa fase posterior, a coleção se possa abrir ao Brasil e aos países africanos de língua portuguesa.

Os objetivos a alcançar com a coleção Poesia XXI são os seguintes:

Dar a conhecer os nomes mais significativos da poesia portuguesa contemporânea. Nesse sentido, a coleção abordará sobretudo poetas em atividade, podendo no máximo retroceder até poetas falecidos há poucos anos (já no século XXI) e cujo impacto na cena atual seja facilmente reconhecível.

• Estudar autores ainda não canónicos, fazendo aquilo que, em muitos casos, será um primeiro balanço da sua receção crítica, contribuindo assim para uma reflexão sobre o contemporâneo em Portugal – e sobre a forma como o contemporâneo mobiliza todo um conjunto de tradições.

Mostrar a riqueza do panorama poético português de hoje, recusando o dogmatismo da «linha única» e abrindo a coleção a um pluralismo de orientações poéticas.

Dar a conhecer o trabalho de jovens estudiosos e críticos, a par de estudiosos já consagrados.

Contribuir pedagogicamente para um reforço das competências de leitura crítica, através da inclusão da figura do «poema comentado» e, em geral, por meio da adoção de uma linguagem acessível, tendencialmente desprovida do jargão académico.

Embora com privilégio do público «natural» de uma Imprensa universitária – os estudantes e professores universitários –, o público visado pela coleção é o mais alargado possível.

Foram publicados até agora os seguintes 3 volumes: 1) Manuel António Pina, por Rui Lage; 2) Adília Lopes, por Ana Bela Almeida; 3) Bénédicte Houart, por Helder Gomes.

Em 2018 serão editados os 3 próximos volumes da coleção: 4) Ana Hatherly, por Manuel Portela; 5) José-Emílio Nelson, por Pedro Serra; 6) Daniel Jonas, por Osvaldo Manuel Silvestre.

Os livros da Imprensa da Universidade de Coimbra podem ser encontrados nas lojas da Imprensa Nacional-Casa da Moeda.

P.S. Sobre a coleção saiu, no último número da Colóquio/Letras (nº 197, de janeiro de 2018), uma recensão de Joana Matos Frias, e no último número da Relâmpago (o nº 39/40, de outubro de 2016 a abril de 2017), uma recensão por Ricardo Namora, com o título “Poesia (com) Maiúscula”.

4 thoughts on “Poesia XXI: uma coleção sobre a poesia portuguesa de hoje

  1. Pingback: buy cialis cheaper online

  2. Pingback: aurogra 100mg tabs

  3. Pingback: prednisone therapy pack 48 directions

  4. Pingback: does hydroxychloroquine cause insomnia

Comments are closed.